CASA QUEM SOMOS SEDE RESPONTISMO GOVERNO NOTICIAS PESQUISAR FALE-CONOSCO DOAÇÕES
 
 
SERVIÇO
O que é meio ambiente?
Florestas
Rios
Nascentes
Lagos
Riachos
Aqüíferos
Animais
Insetos
Mares
Praias
Dunas de Areias
Matas ciliares
Sustentabilidade
Tratamento de esgoto
Agro-tóxicos
Insumos
Transgênicos
Biodiversidade
Leis Ambientais
Asfaltos ecológicos
Pesquisa animais
Saúde Animal
Índios
Estilo de Vida
 


Este Brasil ainda não é de todos nós.



ESTILO DE VIDA DO HOMEM

Estilo de Vida do Homem

A (SFB) notou que de uma década para cá as pessoas estão se dispersando das famílias, cada um por si tentam sobreviver egoisticamente, cortando todos os laços sociais. Em uma luta frenética não há tempo hábil para sua comunidade ou seu país, parecem mais humanoides em uma frenética corrida pela vida.

Porque as pessoas estão se tornando desumanas e insensíveis? Resposta: O que se houve e vê pelas mídias afora, quase 100% são noticias ruins como: assaltos, crimes, tráfico de droga, terrorismo, governantes corruptos, destruição dos habitats e poluição.

Até religiões ao invés de pregar esperança, pregam o fim dos tempos. As crianças e adultos assimilam isso como sendo normal e vira cotidiano, perdendo o medo da morte e deixando que a vida tome seu curso, sem se importar com os seus ou o sofrimento dos outros, transformado-se em pessoas frias e Calculistas.


As pessoas mudam constantemente sua maneira de viver, se adaptam a uma vida sem sentido, correndo de um lado a outro, é como se elas estivessem em transe, o mundo poderia acabar amanhã e elas nem notariam. Os humanos não vivem mais, estão mais para zumbis (morto vivo), não existe quase o interesse em melhora das coisas, cada um tenta egoisticamente cuidar de si,. Este número de nômades vem aumentando a cada ano, isto é péssimo para um país, facilita e muito a vida dos políticos ladrões.


A (SFB) não deseja uma sociedade individualista, egoísta, mas sim, saudável, inteligente, humana, responsável e solidária com todas as espécies, pessoas livres que sabem respeitar o espaço dos outros seres, buscando sempre a harmonia e o bem estar de todos, neste maravilhoso e (único) planeta em nossa galaxia.
 
Veja o estilo de vida que os políticos criaram para seu povo.

Estilo de vida do homem "criou" o câncer

Um estudo conduzido por cientistas das universidades de Manchester, no Reino Unido, e Villanova, nos Estados Unidos, indica que o câncer foi "criado" pelo estilo de vida moderna - no qual entram fatores como poluição e dieta - do ser humano. Os pesquisadores investigaram registros literários do Egito e Grécia antigos, além de exames em múmias egípcias.

Eles descobriram que investigações em centenas de múmias indicaram que apenas duas tinham resquícios de tumores e os registros escritos praticamente não indicavam casos da doença.

De acordo com os autores do estudo, os casos da doença dispararam a partir da Revolução Industrial, principalmente em crianças - o que indica que o aumento não é simplesmente devido ao fato de as pessoas viverem mais do que na Antiguidade.

"Em sociedades industrializadas, o câncer é a segunda causa de mortes, atrás apenas de doenças cardiovasculares. Mas em tempos antigos, era extremamente raro. Não há nada no ambiente natural que cause câncer. Então, deve ser uma doença criada pelo homem, devido à poluição e mudanças na nossa dieta e estilo de vida", diz a professora Rosalie David, em comunicado da universidade britânica.

O professor Michael Zimmerman, da Universidade Villanova, que fez o diagnóstico em uma múmia de um homem "comum" que morreu entre 200 e 400 d.C., diz que, devido à falta de intervenções cirúrgicas naquela época, as evidências de câncer deveriam permanecer nas múmias. Segundo o professor, a raridade de casos descobertos indica também a raridade da doença na época.

Os pesquisadores investigaram ainda registros de câncer em fósseis animais e descobriram que são escassos, sendo alguns de tipos hoje desconhecidos da doença.

Já foi sugerido em outros estudos que os raros casos de tumores na Antiguidade eram resultado do curto período de vida dos indivíduos. Contudo, segundo a pesquisa britânica, os gregos e egípcios viviam tempo suficiente para desenvolver doenças como aterosclerose e osteoporose.

Outra explicação
Os cientistas, por outro lado, também procuraram outra possibilidade para o menor número de casos em múmias: a falta de conservação. Contudo, estudos experimentais de Zimmerman indicam que os tumores seriam beneficiados pela mumificação que outros órgãos, ou seja, ficariam mais preservados que outros tecidos.

Os pesquisadores afirmam ainda tentar entender o que causou os casos de câncer nas duas múmias, o que poderia ser explicado, com a fumaça do fogo usado para aquecer os lares, ou os incensos dos templos.

O estudo foi publicado na revista especializada Nature.



OBS: A INTENÇÃO DA (SFB) É TORNAR O BRASIL LIVRE, HUMANO E PROSPERO, PARA ISSO É NECESSÁRIO QUE VOCÊ DE SUA SUGESTÃO, CRITICA OU APENAS SEU APOIO NO (FALE CONOSCO). SE ACHAR ESTA MATÉRIA FORA DE SUA PERSPECTIVA, VOCÊ TAMBÉM PODE MELHORA-LA E AMPLIAR O ASSUNTO DE NOSSA PROPOSTA, É MUITO IMPORTANTE O (SEU E-MAIL) SE DESEJA TRANSFORMAR SEU SONHO EM REALIDADE.



Ajude-no a mudar este Brasil, compartilhe nosso ideal




SOCIEDADE FEDERATIVA BRASILEIRA



Copyright © 1999. Todos os direitos reservado. Revisado em: 15 agosto, 2016. Melhor visualizado em 1280x800 pixel